Pagamento de um bom serviço

Um médico urologista atende o próprio avô no consultório:
-Como está indo a vida, meu neto?
-Tudo bom, avô… E o senhor? Como vai essa vida?
-Tudo a andar, nunca pior… Filho, quer dizer, neto, eu vim aqui falar contigo porque quero saber tudo desse tal de Viagra!
-Ah, avô… O Viagra é um medicamento bom, mas é bem caro.
-Quanto custa? Diz lá!. -São sessenta euros cada comprimido, avô!
-Tem razão. É caro.
-Eu disse-lhe?
-Mas mesmo assim eu quero experimentar! Eu pago-te amanhã, sem falta!
Assim o neto entrega o comprimido ao avô, que sai de lá todo contente.
No dia seguinte ele está de volta ao consultório com quinhentos e sessenta euros!
-Ó avô, o senhor entendeu mal! Eu disse que o comprimido era sessenta e não quinhentos e sessenta.
–Eu sei, meu neto, eu sei. Os sessenta euros são meus. Os outros quinhentos foi sua avó que mandou!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *