Verdades da razão de viver

O pai pergunta ao filho de dez anos se ele sabe como são feitos os bebés:
– Não quero saber! – responde o menino, aos prantos. – Promete-me que nunca me vais contar…
Confuso, o pai pergunta porque o filho não quer saber. Este, soluçando:
– Quando eu tinha 6 anos, contaram-me que não havia o Coelho da Páscoa, aos 7 descobri que não existia a Fada Madrinha. Aos 8 anos, contaram-me que o Pai Natal és tu!!! Se eu descobrir que os adultos também não fazem sexo, não tenho razões para viver!!!

Larga… LARGAAAA…

Três mulheres entram na maternidade, sendo uma delas cigana.
Nasce o filho da 1ª, o médico dá-lhe uma palmada no rabito e o bebé desata a chorar.
Com a 2ª mulher, a situação é igual.
Quando nasce o ciganito, em vez de 1, a criança apanha 5 palmadas.
No dia seguinte, a cigana indignada pergunta ao médico:
– Sr. Doutor, porque é que aos outros bebés só deu 1 palmada e o meu levou 5?!!!
– Minha senhora, se ele não me largasse o relógio ainda apanhava mais ….

Eu sou do Benfica

Um português emigrado em França está a passar um período de férias em Portugal,na casa de uma irmã, algures no norte. Diz ele aos três sobrinhos miúdos:
– Tenho aqui umas tabletes de chocolate para dar aos meus sobrinhos que sejam do Benfica.
Gritam os miúdos quase em uníssono:
– Eu sou do Benfica! Eu sou do Benfica! Eu sou do Benfica!
E o tio pergunta-lhes:
– Então, digam lá porque é que são do Benfica.
Responde o miúdo mais velho: – Eu sou do Benfica porque é o melhor do mundo e o único que tem a Taça Latina!
Responde o miúdo do meio:
– Eu sou do Benfica porque é o club português com mais sócios.
Diz o mais novo:
– Eu sou do Benfica porque gosto muito de chocolate…

Põe-te em cima da marquesa

Um alentejano foi ao médico e este, depois de o ter auscultado e apalpado,disse:
– O senhor, agora, vai para aquela salinha ao lado, despe-se e põe-se em cima da marquesa. Eu vou ter consigo dentro de cinco minutos.
Quando o médico entrou na salinha, deparou com o homem todo nu, mas de pé! Pergunta o médico:
– Então, o senhor ainda está de pé?!
Diz o alentejano: – Antão, o senhori dotôri nã vêi que a magana da marquesa inda nã chegou…

Afaste do meu rabo essa coisa volumosa!

No metro em hora de ponta diz uma senhora a um cavalheiro:
– Ouça lá, importa-se de afastar do meu rabo essa coisa volumosa? É que já chateia…
Explica o homem:
– Isto não é o que está a pensar. É o meu ordenado em notas, que está enrolado no meu bolso.
E diz a mulher:
– Então o senhor deve ser um empregado exemplar…
Intrigado pergunta o homem:
– Porquê?
E responde a mulher:
– Porque desde que estou aqui, já senti três aumentos salariais!!!