O TONHO, DO PUORTO, CARAGO!!!

Uma história arrepiante de amor e drama.
Se algum amigo ou amiga não perceber, há as traduções no Porto Editora ou no Língua à Moda do Porto. É um clássico

O Tonho tinha acabado de comprar o seu Fiat 600 e entusiasmado com o “bicho” desafia a Vanessa Solange- sua namorada – a dar uma volta.

– Banessa, bais ber como isto anda!…

– Ai, amuore!!!….Que locura! Se isso anda assinhe eu juro que me poanho toda nua e te salto em cima!

– Num digas isso, carago, que eu fico já desorientado!

E o Tonho mete a primeira, segunda, terceira… e já ia a mais de 120!…

A Vanessa Solange, doida com aquilo, começa a despir-se…

Tira a roupinha toda e salta para cima do Tonho.

– Banessa!! Banessa!!… Num beijo nada, carago… Assim num cunsigo bere nada…!

O Tonho ainda tenta controlar o seu Fiat: faz uns piões… umas derrapagens.. e… espeta-se contra uma árvore.

Ele fica preso no carro enquanto que a Vanessa Solange é projectada.

– Banessa??? Tás beimnhe, amuore?

– Toue!…E tue, Tonho?

– Toue bemnhe, mas estou preaso, carago!

Olha, bai buscare ajuda! Tem aquelas boambas ali atrás, tens de lá ire!

– Mas ó amuoare, toue toda nua!! E agoara?

– Tens dire, carago!! E depreissa! Uolha, pega aí na sapatilha e põe à frente da mijôna…

E a Vanessa Solange lá vai, com a sapatilha a tapar a “coisa”, correndo a buscar ajuda.

Chega à bomba e estava lá um senhor a abastecer o carro…

– Ó sinhoare!!! Tenhe de me ajudare.

Ele olha para ela… toda nua com um sapatilha à frente a tapar…

– Tenhe de me ajudare!!! O meu namorado ficou preaso!!!

– Ó menina, não sei se consigo…! O rapaz está muuuuuito para dentro! Só tem uma sapatilha de fora!!!…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *