As congeminações de Marcelo…

O famoso comentador da TV, Marcelo Rebelo de Sousa, agora muito em voga, seguia a bordo de um avião, de Lisboa para o Porto. O lugar a seu lado estava ocupado por um garoto de uns 10 anos, natural de Amarante, mais propriamente de Vila-Meã, de óculos, com ar sério e compenetrado. Assim que o avião descolou, o garoto abriu um livro, mas Marcelo Rebelo de Sousa puxou conversa:
– Ouvi dizer que o voo parece mais curto se conversarmos com o passageiro do lado. Gostarias de conversar comigo?

O garoto fechou calmamente o livro e respondeu:

– Talvez seja interessante. Qual o tema que gostaria de discutir?
– Ah, que tal política? Achas que devemos dar uma oportunidade ao Passos Coelho, afinal de contas, ele ainda está à muito pouco tempo no governo?

O garoto suspirou e replicou:

– Poderá ser um bom tema, mas, antes, gostaria de lhe colocar uma questão.

– Então manda! – encorajou o professor Marcelo.

– Os cavalos, as vacas e os cabritos comem a mesma coisa, certo? Pasto, ervas, rações. Concorda?

– Sim. – disse o professor.

– No entanto, os excrementos dos cabritos são umas bolinhas, as vacas largam placas de bosta e, os cavalos, umas bolas bem grandes… Qual é a razão para isto?
Marcelo Rebelo de Sousa pensou por alguns instantes, mas acabou por confessar que não sabia a resposta… E o garoto concluiu:

– Então como é que o senhor se sente qualificado para discutir política, e se devemos dar oportunidade ao Passos Coelho para governar Portugal se não entende de “m*rda” nenhuma?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *