A genuinidade das crianças lol

Há dois tipos de pessoas que dizem a verdade: as crianças e os loucos.
Os loucos são internados em hospícios. As crianças, educadas”.
Jean Paul Sartre

Uma menina conversava com a sua professora. A professora disse que era fisicamente impossível uma baleia engolir um ser humano porque, apesar de ser um mamífero muito grande, a sua garganta é muito pequena.
A menina contrapôs que Jonas foi engolido por uma baleia.
Irritada, a professora repetiu que uma baleia não poderia engolir um ser
humano: era fisicamente impossível.
A menina então disse: – quando eu morrer e for para o céu, vou perguntar
ao Jonas.
A professora perguntou-lhe, sarcástica:
– ‘E o que acontece se o Jonas tiver ido para o inferno?’
A menina respondeu:
– ‘Então é a senhora que vai perguntar. ‘

Um dia, uma menina estava sentada na cozinha observando a mãe a lavar os
pratos, e de repente percebeu que a mãe tinha vários cabelos brancos
sobressaindo entre a sua cabeleira escura.
Olhou para a mãe e perguntou:
– ‘Por que é que tens tantos cabelos brancos, mamã?’
A mãe respondeu:
– ‘Bom, cada vez que te portas mal e me fazes chorar ou ficar triste, um
dos meus cabelos fica branco’.
A menina digeriu esta revelação por alguns instantes e disse de imediato:
– ‘Mãe, por que é que todos os cabelos da avó estão brancos?’

Uma professora de creche observava as crianças de sua turma desenhando. Ia passeando pela sala para ver os trabalhos de cada criança.
Quando chegou ao pé de uma menina que trabalhava intensamente,
perguntou-lhe o que estava desenhando.
A menina respondeu:
– ‘Estou desenhando Deus.’
A professora parou e disse:
– ‘Mas ninguém sabe como é Deus.’
Sem piscar e sem levantar os olhos do seu desenho, a menina respondeu:
– ‘Saberão dentro de um minuto’.

Todas as crianças tinham ficado na fotografia e a professora estava tentando convencê-los a comprar uma cópia da foto
do grupo.- ‘Imaginem que bonito será quando vocês forem grandes e todos digam
«ali está a Catarina, é advogada,» ou também «este é o Miguel. Agora é médico»’.
Ouviu-se uma vozinha vinda do fundo da sala:
– ‘E ali está a professora. Já morreu’!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *