Masculino ou Feminino?

Uma professora de francês estava a explicar à classe que no seu idioma, ao contrário do inglês, os substantivos são designados tanto como masculinos como femininos.

Casa, por exemplo, é feminino, “la maison”. Lápis é masculino, “le crayon”.

Um estudante então perguntou: A que género pertence o computador?

Em vez de responder, a professora dividiu a classe em dois grupos (masculino e feminino) e pediu que decidissem sozinhos se, afinal, o computador deveria ser um substantivo masculino ou feminino. Cada grupo teria de justificar a escolha.

O grupo masculino decidiu que o computador deveria definitivamente ser classificado como feminino (“la computer”), porque:

1)Ninguém além do seu criador compreende a sua lógica interna;

2) A linguagem que usam para se comunicar entre si é incompreensível para todos os demais;

3) Mesmo os menores erros são arquivados numa memória de longo prazo para possível revisão mais tarde;

4) Assim que se assume um compromisso com uma, acaba-se por torrar metade do salário em acessórios para ela.

O grupo feminino, entretanto, concluiu que os computadores deveriam ser masculinos (“le computer”) porque:

1) Para fazer qualquer coisa com ele tem de ligá-lo primeiro;

2) Eles têm muitos dados, mas ainda não são capazes de pensar por si mesmos;

3) Supostamente eles têm de ajudar a resolver problemas, mas na metade do tempo eles SÃO os problemas;

4) Assim que se compromete com um, percebe-se que se tivesse esperado um pouco mais poderia ter conseguido um modelo melhor…

As mulheres venceram!!!!!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *