Necessidade a quanto obrigas…

Um homem era muito triste por não ter um braço.

Um dia os amigos tentam convencê-lo a ir a uma discoteca. Relutante, e face à insistência, o homem acaba por aceder.

Quando já estava na discoteca o homem vê outro, sem os dois braços, a dançar.

De repente sentiu uma inspiração divina, ao ver um homem, sem ambos os braços, a dançar tão freneticamente.

Foi ter com ele e disse:

– Meu amigo… que inspiração… eu que não tenho um braço e só por isso não saía de casa… e você, sem os dois, a dançar como dança… sinto-me rejuvenescido!

– Pois, pois! Você diz isso porque não tem a comichão que eu tenho no cú!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *