Crime… cansativo

Um cavalheiro apareceu no tribunal por ser acusado de ter esbofeteado uma senhora no carro eléctrico.

-Qual o motivo que o levou a cometer esse acto?

O acusado respondeu:

-Senhor Juíz, eu não pude conter-me. Aquela senhora subiu para o carro, avançou para a frente do carro e sentou-se ao meu lado empurrando-me com indelicadeza. Abriu a carteira, tirou um porta-moedas, fechou a carteira, tirou 50 cêntimos, fechou o porta-moedas, abriu a carteira, tirou um lencinho, fechou a carteira, enfiou no braço a carteira e pousou o porta-moedas. Notando que o cobrador voltava para o fundo do carro a atender, numa paragem, pegou na carteira e no porta-moedas, abriu o porta-moedas e tornou a pôr dentro dele os 50 cêntimos, fechou o porta-moedas, abriu a carteira, meteu dentro dela o porta-moedas e fechou a carteira. Nesse momento o cobrador aproxima-se. A senhora, então, abriu a carteira, tirou o porta-moedas, fechou a carteira, abriu o porta-moedas, tirou os 50 cêntimos, fechou o porta-moedas, meteu-o na carteira, fechou a carteira e entregou os 50 cêntimos ao cobrador. O cobrador cortou um bilhete de 40 cêntimos, dizendo logo que não tinha troco. Ela então abriu a carteira, tirou o porta-moedas, tirou 10 cêntimos, fechou o porta-moedas, abriu a carteira, guardou o porta-moedas, fechou a carteira e deu ao cobrador 10 cêntimos. Então ele deu-lhe o bilhete e 20 cêntimos de troco. E ela abriu a carteira, tirou o porta-moedas, fechou a carteira, abriu o porta-moedas, guardou os 20 cêntimos, fechou o porta-moedas, abriu a carteira…

-Basta! – gritou o Juíz. Com seiscentas pipas, você põe-nos doidois com essa história!

-Sim?! Pois foi isso mesmo que me sucedeu a mim, e foi por isso que eu lhe dei um par de bofetões!

-… Está absolvido!!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *